Fonte: Redação - Foto: Divulgação

Reunião na sede da FIEMS (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul) apresentou aos representantes dos setores imobiliários e da construção civil o Projeto de Lei alterado sobre revisão da tabela de emolumentos (taxas cartorárias). A perspectiva é de redução de 30% nos registros de imóveis.


A retomada desta primeira reunião entre o setor produtivo contou com a participação do presidente da Assembleia Legislativa de MS, Deputado Paulo Corrêa, do presidente FIEMS, Sergio Longen, teve como objetivo discutir mudanças no projeto antes que seja apresentado e depois aprovado pela Assembleia Legislativa.


O presidente do SINDIMÓVEIS-MS, João Araújo Filho, avalia como necessário a revisão para reduzir os valores cobrados da população.


"Temos que buscar uma tabela equilibrada, que benefícia a classe média e para as pessoas menos favorecidas. Se atingirmos a diminuição de 30% podemos evitar que as pessoas deixam de procurar os outros estados para fazer as escrituras por causa do alto valor cobrado em MS", diz João Araújo. 


Participaram da reunião os presidentes do SECOVI-MS, Marcos Augusto Neto (Magoo); SINDUSCOM-MS, Amarildo Miranda Melo; do CRECI-MS, Ely Rodrigues; e da ACOMASUL, Diego Canzi.


Sobre

Morgana Correia
CRECI: 3601

Endereço

Rua 25 de Dezembro, 1584 - sala 01
São Francisco
Campo Grande - MS

Telefone(s)

(67) 98408-5858